Apae passa a atender pessoas com deficiência sem vínculo com a instituição

A triagem dos pacientes está sendo realizada no CAPS

Por meio do projeto Ampliar Saúde, apresentado ao Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de São Mateus do Sul (Apae) passa a atender pessoas do município com deficiência – incluindo autismo, sem vínculo escolar com a instituição.

O ampliar Saúde tem como objetivo expandir os serviços médico-assistenciais para pessoas com deficiências múltiplas em situação de vulnerabilidade atendidas pela APAE do município. O projeto tem duração inicial de 24 meses e, durante esse período a entidade ofertará as seguintes especialidades: terapia ocupacional, atendimento de enfermagem e assistente social, psicologia, medicina, nutricionista e fonoaudiologia.

A triagem dos pacientes externos à escola está acontecendo em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). Para o secretário de Saúde, Marcos Alberto Diedrichs Filho, o programa está possibilitando atendimentos, até então, inexistentes no município. “Com o programa vamos poder atender várias patologias, dentre elas o autismo, por exemplo, que na maioria das vezes, necessita de atendimentos fundamentais, como terapeuta ocupacional, psicóloga e fonoaudióloga”, disse.

A expectativa é de que ultrapassem os 47 mil atendimentos nos dois anos e o investimento do Ministério da Saúde é de R$ 705 mil.

Para obter mais informações sobre os atendimentos, entrar em contato diretamente no CAPS, na Rua Agenor Nascimento, 445 – Centro, ou pelo telefone (42) 3532-4392.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *